Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

PSDB decide entregar cargos do 1º e 2º escalões e consulta sobre candidatura começa após o Carnaval



psdb-decide-entregar-cargos-do-1o-e-2o-escalao-e-consulta-sobre-candidatura-comeca-apos-o-carnaval_1.jpg.280x200_q85_crop
O senador Cássio Cunha Lima anunciou na manhã desta segunda-feira (24), o rumo que o PSDB vai tomar nas Eleições de 2014. O partido deverá realizar uma consulta à base partidária e ao povo paraibano, como destacou o senador em entrevista coletiva logo após a reunião da executiva do partido em João Pessoa.
Cássio destacou que o PSDB “recomenda aos filiados que estejam ocupando cargos no primeiro e segundo escalão entreguem seus cargos” no governo estadual para que não interfira na escolha do partido. De acordo com Cássio, para fazer sua escolha, deverão ser feitas reuniões regionais e o partido se baseará em pesquisas de opinião, feitas pelo próprio partido, por órgãos de imprensa, além de considerar a opinião proliferada pelos internautas nas redes sociais.
Em seu discurso, Cássio destacou que a decisão de candidatura própria está na mão do povo paraibano. “Só quem tem soberania no voto, só quem pode impor a sua vontade é o nosso povo”, ressaltou.
Cássio deixou bem claro que irá acompanhar a vontade do povo, seguindo inclusive o exemplo de seu pai Ronaldo Cunha Lima que realizou uma consulta popular para decidir se seria candidato a governador ou permaneceria prefeito de Campina Grande. Na ocasião, em 1986, Ronaldo e decidiu ficar na prefeitura e terminar o mandato e a data ficou lembrada como “dia do fico”. “Vou pedir a Deus para que possa ter discernimento e sabedoria para que eu possa ouvir as pessoas”, afirmou o senador.
Reunião PSDB
Em sua fala, Cássio afirmou que para realizar a consulta, o partido deve precisar de 20 ou 30 dias no máximo. Logo após o carnaval deverá ser divulgado um calendário de consultas para deliberar sobre a candidatura própria.
Sobre a polêmica acerca da possibilidade legal de concorrer ao cargo de governador, Cássio falou com veemência que “quando eu admito a candidatura, é porque admito a elegibilidade”.
Respaldado pelo apoio popular que pedia incessantemente pela candidatura do senador ao governo do estado, o PSDB pretende agora ouvir os paraibanos para saber se haverá apoio suficiente para o lançamento de candidatura própria. Por enquanto, o que se viu na sede do PSDB foi o apelo dos partidários e até dos transeuntes que fizeram questão de parar e pedir que Cássio seja candidato a governador.

Camila Bezerra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES

busca no blog