Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Ricardo e Dom Aldo devem inaugurar Casa de Convivência para pessoas com HIV

O governador Ricardo Coutinho recebeu em audiência na Granja Santana, na tarde desta segunda-feira (18), o arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, e o padre Egídio de Carvalho, que lhe entregaram o convite em nome da Arquidiocese da Paraíba para participar da inauguração da nova Casa de Convivência João Paulo II, no dia 20 de dezembro. A casa funcionará numa nova estrutura ampla e moderna construída no bairro de Tambiá, que atenderá 200 pessoas com HIV.

A casa de convivência foi construída com recursos na ordem de R$ 1,5 milhão, oriundos do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza no Estado da Paraíba  (Funcep). O espaço, que será administrado pela Ação Social Arquidiocesana (ASA), terá 24 leitos de internação e 12 leitos de enfermaria, espaço de convivência, salas para oficinas, consultórios para assistência social, psicológica, médica e refeitório que vão atender a 120 pessoas de João Pessoa e outras 80 de municípios paraibanos.

O governador Ricardo Coutinho destacou  a importância do funcionamento da Casa de Convivência para pessoas com HIV que necessitam de um acompanhamento especializado e oficinas que ajudem na ressocialização.  Ele parabenizou o trabalho de Dom Aldo Pagotto e do padre Egídio nessa missão de, junto com o Governo do Estado, oferecer um atendimento cada vez mais qualificado para essa população  que merece respeito e todo o apoio do Poder Público e instituições.

O arcebispo da Paraíba disse que a Arquidiocese mantém uma casa de convivência, mas sem as condições adequadas para a assistência e acompanhamento das pessoas com HIV. “Graças ao apoio do Governo do Estado teremos, em breve, uma casa modelo no país construída dentro dos padrões exigidos pelo Ministério da Saúde e que oferecerá diariamente acesso à alimentação, acompanhamento psicológico, espiritual, oficinas, lazer para a valorização da vida e o resgate da autoestima das pessoas”.

De acordo com o padre Egídio, a Casa de Convivência João Paulo II, junto com o trabalho da equipe da ASA, ajudará a pessoas com vírus HIV recuperarem a esperança de viver o presente e o futuro.  “As pessoas que lá convivem possuem experiências de vida muito difícil e chegam no fundo do poço. Mas graças a Deus encontram na convivência com a equipe de apoiadores, no respeito e na fé um novo sentido para suas vidas”, completou padre Egídio.

O secretário de Planejamento do Estado e presidente do Conselho do Funcep, Gustavo Nogueira, ressaltou que o apoio do Governo do Estado na construção da Casa de Convivência para pessoas com HIV e para a manutenção do Hospital Padre Zé somam mais de R$ 3 milhões por ano.  “É preciso destacar a sensibilidade do Governo do Estado e todos os conselheiros do Funcep que defenderam o projeto da Casa de Acolhida e o apoio a uma população que merece um olhar destacado da sociedade. Quero ressaltar a grande atenção  do Funcep na área da saúde como o apoio de R$ 1,5 milhão ano para o Hospital Padre Zé, que atende a população mais carente e precisa de apoio do poder público e da sociedade”, completou Nogueira.

Redação com Secom-PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES

busca no blog