Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

PRESIDENTE DA CÂMARA DE ALHANDRA AO SE DEFENDER, FAZ DENÚNCIA CONTRA OS EX-PREFEITOS RENATO E BRANCO MENDES

Daniel Miguel
O vereador Daniel Miguel, atual presidente da Câmara Municipal de Alhandra (PB), ao conceder entrevista ao Portal Conde News de propriedade de Arimatéia Souza, denunciando estar sendo perseguido pelo atual prefeito, fez denúncias contra as administrações dos ex-prefeitos Renato Mendes e Branco Mendes, acusando-os de terem pago os vencimentos de uma professora sem que esta tenha prestado serviços ao Município de Alhandra (PB), por mais de doze anos consecutivos.
Segundo denunciou o vereador Daniel Miguel (atual presidente da Câmara Municipal de Alhandra), a professora que assumiu  a secretaria de finanças do Município Alhandra, recebeu vencimentos do mesmo Município de Alhandra (PB), pagos pelos ex-prefeitos Renato Mendes e Branco Mendes por mais de doze anos, sem ter dado um dia de expediente, pois, durante esse período, conforme denunciou, a mesma se encontrava residindo em Brasília (DF).
A denúncia é grave e foi feita quando o vereador Daniel Miguel concedia entrevista ao Portal Conde News, se defendendo de uma possível perseguição política supostamente praticada pelo atual prefeito de Alhandra (PB).
No início da entrevista o vereador Daniel Miguel afirmou que na época das gestões do ex-prefeitos Branco Mendes e Renato Mendes, nos quais a professora recebeu vencimentos sem trabalhar, ele (Daniel Miguel), era secretário da educação do Município de Ahandra (PB), consequentemente o responsável direto pela pasta que deveria ter apontado as faltas da servidora.
Denuncia o vereador: “A secretária de finanças, ora sua cunhada, que passou quase treze anos em Brasília, fora do município de Alhandra, é concursada de Alhandra e nunca perdeu seus vencimentos, foi essa mesma que passou essa quantidade de anos fora, da gestão de Branco, da gestão de Renato Mendes as duas gestões, eu fui secretário da educação na época por quase quatro anos, ela era professora e nunca prestou serviço em Alhandra há mais de doze anos”.
Se forem confirmados os fatos relatados pelo vereador Daniel Miguel de Alhandra (PB), se trata de uma ilegalidade que deve ser apurada pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba – TCE-PB e também, pelo Ministério Público Estadual.

Pitimbu PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES

busca no blog