Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Mãe de Manoel Mattos acusa policial da PB de crime e reclama de 'prisão domiciliar'

Há poucos dias do júri que vai decidir o destino dos acusados do assassinato do advogado e defensor dos Direitos Humanos Manoel Mattos, a mãe Nair Ávila, mostrou seu pesar e revolta, mas também destacou que a federalização do caso fez com que fosse possível haver esse julgamento.
Em entrevista coletiva nesta quinta (14), Nair comentou que falar do filho agora significa muita saudade. “É um pedacinho de mim que foi. Eles acabaram com meu filho e com a minha família e só estou de pé porque ainda tenho muitos amigos que Manoel deixou”, diz.
Emocionada, a mãe conta que as últimas palavras que ouviu do filho e que usa como motivações para continuar a vida foram “tudo o que sou devo a senhora”, conta.
“Não é justo, uma pessoa que só veio semear o bem ir de uma foma do jeito que le foi. Tenho saudade, mas também tenho muita pena do povo de Itambé (PE) e Pedras de Fogo (PB), porque o meu filho era um defensor dos menos favorecidos com muita garra e determinação”, lamenta.
Nair pediu justiça e afirmou que lutou muito pela federalização do caso. Ela acusou um policial da Paraíba de ser apontado como executor, mas apaziguou explicando que ‘toda profissão existem as laranjas podres’.
A mãe apontou que o filho junto com a promotora de Justiça Criminal de Pernambuco Rosemary Souto Maior Almeida começaram a fazer um apanhado na região da ‘Fronteira do Medo’ e encontraram mais de 200 casos sem solução. “Ele fez um dossiê com a descoberta de grupos de extermínio denunciando as pessoas e com isso gerou certa antipatia por aqueles que faziam o mal à cidade”, explica.
Em virtude da militância do filho, Nair se viu também em prisão domiciliar e desde a morte de Manoel Mattos em janeiro de 2009 reclama que vive em ‘prisão domiciliar’. “Estou com seis homens da polícia fazendo minha escolta todas as vezes que viajo. Perdi meu filho e minha liberdade”, lamenta.

Marília Domingues

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES

busca no blog