Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Luiz Couto quer punição para policiais que invadiram acampamento em Caaporã

O deputado federal Luiz Couto (PT-PB) solicitou ao Ministério do Desenvolvimento Agrário, à Ouvidoria Agrária e ao Ministério da Justiça que acompanhem o que vem ocorrendo no acampamento Wanderley Caixe, em Caaporã (PB), e “punam os que estão lá agindo como um grupo de extermínio, a serviço do latifúndio, e não em favor da vida, da segurança da população”.
Luiz Couto fez o pedido da tribuna da Câmara Federal logo depois de ter recebido depoimento de seu colega de partido, deputado estadual Frei Anastácio, denunciando que três policiais pernambucanos – o terceiro-sargento Maxwell Aurélio do Nascimento, os soldados Elíades Carvalho Santiago e Jeferson Paulo Barbosa – invadiram o acampamento, no último dia 5, e só não aconteceu morte por causa da interferência do próprio Anastácio e do superintendente do INCRA (PB), Cleofas Caju.
Na ocasião, Couto relatou que, segundo Frei Anastácio, o trabalhadores ficaram revoltados com a intrusão dos policiais, e que o Maxwell é apontando como sendo do grupo de extermínio que atua na fronteira da Paraíba com Pernambuco.
O parlamentar ressaltou que, de acordo com as informações, o sargento Maxwell é dono de uma empresa de vigilância clandestina, uma milícia contratada pela Usina Maravilha. “O deputado Anastácio acrescentou que eles usam as armas da PM de Pernambuco para fazer o trabalho das milícias, como foi no caso do acampamento”, completou.

Portal do Litoral PB com Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES

busca no blog