Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Johnson Abrantes nega falha ética por solicitar adiamento de julgamento de contas da Granja Santana

O advogado Johnson Abrantes negou nesta quinta-feira (17) que tenha incorrido numa falha profissional ao solicitar o adiamento do julgamento das contas da Casa Civil ao Tribunal de Contas do Estado. O julgamento seria realizado ontem, mas foi adiado porque o advogado não pode comparecer. Abrantes foi acusado por setores da Imprensa de ter inventado uma desculpa para ganhar tempo.

“Me encontro em São João do Rio de Peixe e às 14h vou participar de uma audiência do prefeito Emanoel Messias, de Santa Helena. Eu requeri pela primeira vez o adiamento das contas da Casa Civil do governador que estava agendada para ontem. Expliquei ao relator que tinha ontem uma audiência em Pombal onde representaria a prefeita Polyana Dutra, e hoje teria que estar em São José do Rio do Peixe”, contou.
Segundo Abrantes, houve uma exploração muito grande na Imprensa dizendo que ele tinha cometido um deslize profissional para adiar o julgamento. “Toda a Paraíba sabe da minha ética, e sabe que isso não é do meu feitio. Estão querendo comprometer a minha integridade, mas também do TCE, que está inteiramente a vontade para julgar”, frisou.

O advogado explicou que ontem quando já estava a caminho de Pombal recebeu a informação que uma das partes não iria comparecer ao julgamento e a audiência teve que ser cancelada. “Eu sai de João Pessoa de madrugada, as 4h da manhã, para participar da audiência. Quando eu já estava na estrada foi dito que uma das partes não tinha comparecido. Eu não poderia voltar para João Pessoa, porque tinha outra audiência em Sousa”, informou. 

Paulo Dantas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES

busca no blog