Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Vereador Luiz de Bihino (PTdoB) sofre acidente grave na subida de Pituaçu no Conde


Um acidente grave evolvendo o Vereador da Câmara Municipal de Conde Luiz de Bihino, quase acaba em tragédia no Conde.
Segundos dados da Policia Militar o Parlamentar vinha em seu veiculo Fiat Strada de com Cinza com a placa NNJ O6OO ( João Pessoa), quando na altura da subida de Pituaçu, perdeu o controle do carro, subiu na barreira que fica as margem da PB- 018, passou por trás do poste de transmissão de energia, e só parou quando o veiculo ficou pendurado as margem da PB.
Segundo informações de testemunhas, o vereador ainda conseguiu sair de dentro das ferragens do carro e ficar em pé na cabeceira da pista, mais foi orientado por motoristas que passavam no local par o mesmo se deitar e esperar o socorro.


Bastante atordoado com o choque da batida, Luiz ficou preocupado com familiares mais foi acalmado pelos agentes da GM que chegaram ao local rapidamente.
As informações passadas para a nossa redação, foi que o vereador teve seu maxilar quebrado com o impacto e também teve um traumatismo craniano.
 O mesmo foi socorrido as pressas para o hospital de emergência e trauma em João Pessoa.




 
Jairo Silva Portal J\1

Receita dos Municípios volta a cair 19,54% e preocupa prefeitos


Durante os últimos três anos as prefeituras municipais de todo Brasil vêm registrando diminuição dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), prejudicando significativamente os serviços mais essenciais à população, preocupando cada vez mais prefeitos e prefeitas que não se cansam de voltarem a Brasília em busca de socorro. Segundo levantamento da União Brasileira de Municípios (UBAM), o governo já subtraiu mais de R$ 3 bilhões da fatia do bolo tributário, recursos esses que deveriam ser destinados aos pequenos entes da federação. Desde a gestão de Lula, o governo da União vem renunciando impostos, através da desoneração do IPI e IR, sem mexer nas contribuições, o que causou um rombo significativo e irreparável no FPM, já que seus principais ingredientes do Fundo são esses tributos desonerados todo ano.
Para o presidente da UBAM, Leo Santana, que é especialista em Gestão Pública, durante 10 anos o governo desconsiderou a importância dos Municípios e não vem dando voz aos gestores, que são obrigados a fazer verdadeira mágica para equacionar os graves problemas financeiros enfrentados pelas prefeituras. Ainda por cima, são perseguidos por não conseguirem cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal, que limita gastos com pessoal, tendo por base a receita líquida.
“Nunca, desde a promulgação da Constituição de 1988, os Municípios estiveram tão fragilizados e desprestigiados, sem uma atenção adequada da União que, de forma insensata, lança programas que só beneficiam a si própria, as indústrias automobilísticas e prejudica os Municípios, cuja responsabilidade se multiplica a cada ano.”
Segundo o dirigente municipalista, todo repasse do FPM pode significar uma surpresa para os prefeitos, impedindo os mesmos de planejarem pagamentos e manter serviços de extrema importância para a população.
“Pra se ter uma idéia da situação, só neste segundo repasse do FPM do mês de junho os Municípios perderam 19,54%, se comparado ao repasse de um ano atrás. E o governo da União não considera a inflação, o aumento do salário mínimo, o piso do magistério e o custo total da máquina pública. Ou seja, o governo joga todo mês uma bomba nas mãos dos prefeitos.”
No último dia 20, o governo repassou R$ 894.869.799,95 para as contas das prefeituras, já descontando a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Sem essa retenção, o montante seria é de R$ 1.118.587.249,94. Segundo a UBAM, esse repasse foi 17,22% menor do que o previsto pela Receita Federal. E, se comparado ao segundo decêndio de junho de 2012, o valor apresentou uma queda de quase 19,54%.
Ainda, conforme dados da UBAM, a União arrecadou de janeiro a junho de 2013, cerca de R$ 615 bilhões. O repassado aos Municípios chegou a R$ 37,2 bilhões, se constituindo apenas, 6,3% do montante arrecadado. Leo Santana lamentou o tratamento dispensado pelo governo da União e garantiu que os Municípios têm o direito de receberem na justiça o que não foi repassado, ferindo frontalmente o pacto federativo.
Assessoria 

quinta-feira, 13 de junho de 2013

TRE: JUÍZES DETERMINAM RECONTAGEM DE ELEITORES EM MUNICÍPIOS E POLÍTICOS TENTAM BARRAR PROCESSOS


  • :
O Diário da Justiça Eletrônico do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) trouxe na sua edição dessa quarta-feira (12) alguns despachos de pedidos de Revisão Eleitoral ingressados por vários políticos e dirigentes partidários com relação a decisões anteriores, que pedem a recontagem do número de eleitores em municípios paraibanos. As mesmas solicitações inclusive já se encontram em tramitação no mesmo tribunal aguardando seus respectivos desdobramentos.

Um deles trata-se um pedido de Revisão Eleitoral de Nº 04/2011, formulada pelo presidente da Câmara Municipal de Juarez Távora, José Geraldo de Araújo Ferreira, juntamente com o presidente municipal do PPS, José Lúcio Cabral de Macedo; o presidente do PSOL, José Monteiro Teixeira; o secretário do PT, João Luiz da Silva Filho: o presidente do PRB, Adailson Manoel de Santana: presidente do PMDB, Antônio Soares; o presidente do PP, Valdir Justino da Silva: e o presidente do PMN, José Alves Feitosa.

Neste caso, a solicitação de revisão é sobre a decisão do corregedor juiz Tércio Chaves de Moura, acompanhado do parecer pela Procuradoria Regional Eleitoral, que se embasou em suposta desproporção entre o quantitativo de eleitores e o número de habitantes no referido município e pede que sejam feitas correições naquela localidade para verificar se existem mesmo irregularidades nesse sentido. 

Outro pedido de Revisão Eleitoral de Nº 02/2011 é de origem do município de Assunção. O mesmo foi ingressado pela presidente do Clube da Terceira Idade da localidade, Franciêuda Olímpio e a presidente da Associação Comunitária de das Mães Cajazeiras, Divanilda Fernandes da Silva.

Nesta solicitação ao Tribunal, as interessadas contestam a decisão do juiz corregedor Regional Eleitoral, Tércio Chaves de Moura, seguido do parecer pela Procuradoria Regional Eleitoral, que também aponta suposta elevação da quantidade de eleitores e de transferências de títulos eleitorais para aquela localidade e também pede que sejam feitas correições locais, para apurar supostas irregularidades.
FONTE: ADAUCÉLIA PALITOT - POLÍTICA PB

Chuvas provocam alagamentos e PRF registra mais de 10 acidentes na Paraíba

De acordo com Noé Estrela (coordenador da Defesa Civil da Capital), ocorreu um deslizamento de barreira na comundiade do Timbó, nos Bancários

Erivaldo Júnior / Paulo Henrique 12
Trecho da BR 230 e CBTU em JP
As chuvas das últimas horas deixaram em alerta a Defesa Civil de João Pessoa. Na manhã desta quinta-feira (13), uma barreira deslizou na comunidade do Timbó, no bairro dos Bancários. Equipes do órgão estão fazendo a remoção das famílias. Segundo dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), 13 acidentes foram registrados nesta manhã. Ocorreram colisões no perímetro urbano da Capital paraibana.
“Vários trechos da BR 230 e BR 101 provocaram pontos de alagamentos deixando o trânsito lento e em alguns pontos os carros ficaram parados. Os motoristas devem redobrar a atenção para evitar mais acidentes. Nas imediações do Forrock formou-se uma grande concentração de água, inclusive no trecho da BR 230 em Bayeux ”, adiantou Anderson Poddis. Ele informou que os acidentes ocorreram na BR 230 ( 4), BR 101 (6) e um na BR 104.
O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, cancelou sua agenda de atividades nesta quinta-feira para vistoriar as áreas de risco em João Pessoa.  
A Secretaria  de Mobilidade Urbana ( Semob) de João Pessoa, registrou trânsito lento em vários pontos da Capital.   De acordo com Noé Estrela (coordenador da Defesa Civil da Capital), no Timbó está sendo realizada uma obra de infraestrutura e muitas famílias ainda resistem sair do local. “Fizemos um acordo com 41 famílias e elas concordaram deixar o local. Sendo que algumas ainda resistem a sair do local”.
Lagoa do Parque Solon de Lucena, em JP
Foto: Lagoa do Parque Solon de Lucena, em JP
Créditos: Paulo Henrique
O coordenador ainda informou que equipes da Defesa Civil registraram picos de alagamentos na comunidade do Citex ( no Geisel), nos bairros São José , Roger, Padre Zé, Treze de Maio, Jardim Veneza e BR 230.
“Todas as 31 áreas de risco de João Pessoa estão monitoradas. No bairro do Rangel, ficamos sabendo que uma casa está inundada e corre risco de desabamento. Nossas equipes estão vistoriando todas as áreas mapeadas pela Defesa Civil de João Pessoa”, frisou Noé Estrela.
A situação na cidade de Santa Rita, na região metropolitana de João Pessoa, também é crítica. Vários bairros da cidade registram alagamentos. Bairros como Açude, Alto das Populares e Tibiri, estão com ruas submersas. O centro de Santa Rita está parcialmente alagado.
Segundo o coordenador de comunicação da Prefeitura Municipal de Bayeux, apesar das fortes chuvas, a Defesa Civil da cidade não registrou nenhuma ocorrência grave. A área ribeirinha está sendo vistoriada e monitora. Atualmente, Bayeux tem 15 áreas de risco. Quem souber de problemas em decorrência das chuvas pode ligar pra o 156. 

Rua Eurico Durta, bairro Popular, em Santa Rita
Foto: Rua Eurico Durta, bairro Popular, em Santa Rita
Créditos: Erivaldo Júnior
Foto enviada pelo leitor do Portal Correio, Erivaldo Junior, mostra a situação complicada do Centro da cidade de Santa Rita.
Centro de Santa Rita inundado
Foto: Centro de Santa Rita inundado
Créditos: Erivaldo Júnior
Chuvas superam média 
A Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) registrou um aumento significativo nas chuvas que atingem a Capital paraibana. Em apenas 13 dias, choveu mais do que o esperado para todo o mês. A média histórica, que é de 303 milímetros, foi superada em 9,5% na manhã desta quinta-feira (13).
Os maiores índices pluviométricos de João Pessoa foram registrados no último domingo (132,2 milímetros) e na quarta-feira (83,6 milímetros). Em 48 horas choveu mais de 70% da média histórica de junho, que é o mês com maior número de dias chuvosos no Litoral.
“Estas ocorrências mais fortes são provocadas pelos distúrbios ondulatórios de leste, os aglomerados de nuvens que se formam no oceano Atlântico e são trazidos para a costa. Eles costumam atingir boa parte do litoral nordestino, indo do Rio Grande do Norte até Alagoas, mas normalmente Pernambuco e Paraíba são os Estados mais afetados”, explicou a meteorologista Carmem Becker.
Previsão
A expectativa é da meteorologista é de que o tempo instável continue nas próximas 24 horas. “A previsão é de chuvas de menor intensidade no Litoral, Brejo e Agreste. No Cariri, Curimataú, Sertão e Alto Sertão devem ocorrer precipitações isoladas por causa da umidade”, concluiu.
O boletim meteorológico detalhado está disponível no portal www.aesa.pb.gov.br, onde a previsão do tempo e temperatura para todo o Estado é atualizada a cada 12 horas.

Prefeitura de Pedras de Fogo implanta ações que beneficiam 500 famílias da zona rural

A população rural de Pedras de Fogo já pode testemunhar a mudança na paisagem rural do município e uma melhoria na qualidade de vida do homem do campo. A administração comandada pelo prefeito Derivaldo Romão (PSB),implantou diversos benefícios benéficos para cerca de 500 famílias da cidade.
Adotando uma política voltada para o produtor local, a gestão do ‘Povo para o Povo’ dispôs de forma gratuita todo maquinário para atender às suas necessidades do produtor rural O secretário de Agricultura Hugo Barros destacou que são disponibilizadas 800 horas para a aragem das terras do homem do campo.  Isso é considerado um avanço para a produção rural, pois demonstra a sensibilidade do prefeito Dedé com os anseios do homem do campo,
Assim, a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente informa que até o dia 24/05/2013 já foram beneficiadas 446 famílias com o corte de terra. Das quais, 19 famílias moram na Comunidade de Bulhões; 35 em Riacho D'água; 16 em Taquari; 28 em Canaã; 73 em Jangada; 53 em Nova Aurora; 40 em Cabana; 30 no Gume; 19 em Santa Emília; 58 em Una de São José; 63 em Bela rosa; 01 em Salamargo; 06 em Alagadiço e 03 em Imbiribeira.
A iniciativa da gestão em cavar barreiros pelas comunidades para armazenar as águas da chuva já começa a dar resultados; os barreiros armazenam uma boa quantidade de água com o objetivo de viabilizar a irrigação das lavouras. O secretário registra a construção de 94 barreiros e destaca as associações beneficiadas: Campo Verdade, 17 barreiros; Itabatinga, 22 barreiros; Engenho Novo II, 16 barreiros; Engenho Novo I, 09 barreiros; Riacho D'água, 17 barreiros; Santa Emília, 01; Alagadiço, 01 barreiro; Taquari, 01 barreiro e em Bela Rosa, 07 barreiros.
A gestão não tem medido esforços para também assegurar o escoamento da produção local e, para isso, tem sido grande o empenho para recuperar pontes e vias de acesso às localidades de fluxo comercial. São, ao todo, aproximadamente 500 famílias beneficiadas com as ações voltadas para o homem do campo. 
O secretário faz questão de frisar a preocupação e o apoio do prefeito Dedé ao produtor rural no município de Pedras de Fogo, visto que se trata de um setor importantíssimo para a saúde financeira do município: “Eis mais um compromisso de campanha sendo concretizado e, mesmo com tão pouco tempo de governo, já vemos florescer as boas sementes na terra pedrafoguense”, disse o secretário Hugo Barros.
Ascom 

segunda-feira, 10 de junho de 2013

PREFEITURA DE ALHANDRA DESCOBRE DÉBITOS ANTIGOS COM A CAGEPA QUE CHEGAM A QUASE R$ 100 MIL



APrefeitura de Alhandra deve a Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa) R$ 98.891.07. Esse antigo débito, descoberto por acaso, durante uma consulta do departamento jurídico da Prefeitura ao órgão estadual, no último dia 04, é referente a contas não pagas desde 2003 pelo Hospital Municipal da cidade, pela escola Zélia Cardoso do Ó, da praça do Oiteiro e da fonte da Praça Principal, localizada na Rua Ministro João Agripino. Como são considerados espaços de utilidade pública, estes estabelecimentos municipais não podem ter o fornecimento de água cortado.

O prefeito de Alhandra, Marcelo Rodrigues, ficou surpreso com mais esses débitos, herança dos ex-gestores do município. “Quando a gente pensa que vai se livrar de contas em atraso dos ex-prefeitos de Alhandra, a gente se depara com essa situação”, disse Marcelo, que, logo após tomar conhecimento do fato, solicitou a assessoria jurídica do município para tomar as providências cabíveis para responsabilizar os ex-gestores pelo não pagamento e também pediu a secretária definanças, Mariluce Almeida, para verificar a possibilidade de negociar o débito a fim de deixar o município em dia com a Cagepa.

No levantamento, foi identificado também que as contas dos referidos prédios públicos, este ano, com exceção do mês de abril, também estão em aberto. Segundo a secretária, as faturas dos meses de janeiro, fevereiro, março e maio não chegaram à secretaria e que por isso não foram pagas. “Assim que tomamos conhecimento do fato, solicitamos a emissão da segunda via das contas que dizem respeito a nossa gestão, e vamos quitá-las na próxima semana”, disse Mariluce. Quanto ao restante do débito, como somam quase R$ 100 mil, a secretária vai pedir uma audiência com o setor competente da Cagepa para negociá-lo.

Somente o hospital de Alhandra tem um débito de R$ 87.438,77, referente a contas em atraso desde 2003. Entre 2003 e 2013, apenas as contas de 2010 do hospital não registram pendências junto a Cagepa. A parte que cabe a atual gestão equivale a R$ 9.946,29. A Praça do Oiteiro tem contas em atraso que totalizam R$ 8.307,53, a escola Zélia Cardoso do Ó deve a Cagepa R$ 2.157,25 e a fonte da Praça principal tem um débito de R$ 993,02.

Além de contas antigas da Cagepa, a atual gestão também herdou débitos com a Energisa, com fornecedores, com empresas de telefonia, com o Instituto de Previdência do Município (IPEMAD), além de folhas em atraso na saúde. Somente o débito com IPEMAD chega a quase R$ 5 milhões. “Ainda estamos desatando os vários nós que herdamos, e que nos impede de avançar tanto quanto gostaríamos, mas, apesar de todos os obstáculos, já avançamos bastante e a população já sente a diferença entre uma gestão voltada para os interesses e necessidades da cidade de outras administrações que não respeitavam o erário público”, finalizou o prefeito Marcelo Rodrigues.


FONTE: DA ASSESSORIA

domingo, 9 de junho de 2013

MINISTRO AGUINALDO CHAMA DE 'DESSERVIÇO' ANTECIPAÇÃO DE CAMPANHA NA PARAÍBA



“A antecipação da campanha eleitoral não é bom para ninguém. Não é bom para o Brasil, não é bom para a Paraíba. Nós terminamos vivendo em eleições. Isso não traz nenhum favor para o nosso Estado. Esse é o momento no qual, em vez de tratarmos de eleições, nós deveríamos estar tratando disso que estamos fazendo, ou seja, trabalhar para o nosso Estado.

Para ele, as lideranças políticas devem atuar para avançar nas diversas áreas, que é o desejo de todo paraibano. Aguinaldo assinalou que a Paraíba não pode mais perder espaço e investimentos por conta do eterno embate eleitoral.

Na sua ótica, é preciso elaborar um Projeto de Estado, para que obras estruturantes sejam alavancadas e, por conseguinte, o desenvolvimento econômico e social chegue a toda a nossa sociedade. O ministro Aguinaldo Ribeiro reafirmou que a viabilidade de ações estruturantes para a Paraíba só será possível quando todos os agentes políticos, detentores de mandato ou não, derem as mãos e elaborem uma agenda positiva, com foco na geração de emprego e renda para o povo.

FOCO

Nessa perspectiva, Aguinaldo evitou falar sobre o seu projeto político para 2014, especialmente se vai concorrer novamente a deputado federal, ao cargo de senador ou até mesmo a governador, como chegou a sugerir a direção nacional do PP.

“Não vou fazer projeções. Estou focando no trabalho em 2013. Este ano é de trabalho, enquanto 2014 é ano de eleição. No momento oportuno, vamos tratar das eleições”, afirmou o ministro.


fonte: Jornal Correio da Paraíba

Concursos oferecem mais de mil vagas e salários passam de R$ 10 mil

PRF terá mil vagas para policial; edital para a ANTT sai com 135 oferta

Imagem Ilustrativa/Internet
Vagas são para todos os níveis de escolaridade
Deverá ser publicado nos próximos dias no Diário Oficial da União (DOU) o extrato do contrato celebrado entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Cespe/UnB para a organização do concurso para mil vagas de policial rodoviário federal. Por meio de sua Assessoria de Imprensa, a PRF informou que o contrato com o organizador ainda não foi assinado, porque alguns ajustes ainda estão sendo finalizados. Ainda segundo a assessoria, tão logo o contrato seja assinado, o edital deverá ser publicado. A intenção da PRF é que a divulgação aconteça ainda no início deste mês.
O cargo de policial rodoviário federal é aberto a homens e mulheres que possuam o ensino superior completo em qualquer área e a carteira de habilitação, na categoria B em diante. Atualmente, a remuneração inicial oferecida é de R$6.479,81 (incluindo o auxílio-alimentação, de R$373). Mas já há reajuste acertado com o governo, aumentando o valor para R$6.791,25 em 2014 (com o auxílio). Também já foi acordado aumento para 2015.
Além disso, está em discussão no Congresso Nacional a criação de uma indenização que poderá aumentar em até R$2 mil, aproximadamente, os ganhos mensais dos policiais lotados nas regiões de fronteiras, como deverá ser o caso da maioria dos novos concursados. Caso o edital seja divulgado nos próximos dias, como deseja a PRF, as provas do concurso deverão ser realizadas em agosto, observando-se apenas o intervalo mínimo de 60 dias a contar da publicação do edital, conforme prevê o Decreto 6.944/09.
As provas serão realizadas em todas as capitais. O objetivo da PRF é realizar toda a primeira etapa da seleção ainda este ano, deixando apenas o curso de formação, que corresponde à segunda etapa, para o primeiro semestre de 2014. O motivo é que o departamento deseja contar com os novos policiais já no período da Copa do Mundo de futebol, que será disputada no país de junho a julho do ano que vem.
A primeira etapa do concurso deverá compreender provas objetivas, redação, exame de capacidade física, avaliação psicológica e avaliação de saúde, como na última seleção para o cargo, aberta em 2009. Como novidade, já foi informado que no concurso deste ano haverá avaliação de títulos, etapa apenas classificatória. Ao longo de toda a seleção, os candidatos ainda deverão ser submetidos a investigação social.Outra informação antecipada é que as disciplinas Direito Civil e Primeiros Socorros, cobradas em 2009, não irão integrar o programa do novo concurso. Entretanto, as mudanças ainda deverão ser discutidas com o organizador da seleção.
Planejamento dá sinal verde para a Ancine
A Agência Nacional do Cinema (Ancine) recebeu sinal verde do Ministério do Planejamento, para abrir concurso para funções de nível superior. Foram liberadas 69 vagas, sendo 28 para analista administrativo e 41 para especialista em regulação da atividade cinematográfica e audiovisual. Atualmente, as remunerações iniciais são de R$ 9.609,20 e R$ 10.392,20, respectivamente, já incluindo R$ 373 de auxílio-alimentação.
De acordo com a Portaria nº201 do Ministério do Planejamento, que autorizou a abertura do concurso, a Ancine tem seis meses para divulgar o edital, ou seja, até 3 de janeiro de 2014. No entanto, é esperado que a agência libere as regras de seleção antes deste prazo. É provável que todas as vagas do concurso sejam destinadas ao escritório central da Ancine, localizado na cidade do Rio de Janeiro, assim como aconteceu nas seleções anteriores.
Na seleção anterior, em 2009, o cargo de especialista em regulação exigiu nível superior em qualquer área. Já para analista administrativo, parte das vagas foi aberta a graduados em qualquer curso e outra parte para formados em Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Exatas ou Tecnológicas. A organização do último concurso para analista administrativo e especialista em regulação ficou a cargo da Coordenadoria de Seleção da Universidade Federal Fluminense (Coseac/UFF). Na época, os candidatos foram avaliados por meio de provas objetiva e discursiva.
Edital para a ANTT sai com 135 ofertas
Saiu o edital do concurso para 135 vagas na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Do total, dez vagas são para técnico administrativo e 45 para técnico em regulação de serviços de transportes (ambos de nível médio). Candidatos com escolaridade de nível superior podem concorrer às 17 vagas para analista administrativo e 63 para especialista em regulação de serviços de transportes terrestres. A remuneração inicial do técnico administrativo é de R$ 5.133,18, já para técnico em regulação o valor é de R$ 5.357,98. Os rendimentos são de R$ 9.609,20 para analista e de R$ 10.392,20 para especialista em regulação. Os valores já incluem o auxílio-alimentação, de R$ 373.
As inscrições serão abertas às 10h de amanhã, e o prazo se estende até as 23h59 do dia 2 de julho, somente na página eletrônica do Cespe/UnB, organizador da seleção. As taxas variam de R$ 80 a R$ 100. A isenção poderá ser solicitada pelos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) que sejam membros de família com baixa renda, através de requerimento disponível no site do organizador, no mesmo período das inscrições.
As provas objetivas e a discursiva para analista administrativo e especialista em regulação estão previstas para o dia 11 de agosto, e serão realizadas em Brasília, Boa Vista (RR), Rio Branco (AC) e Porto Velho (RO), locais de lotação das vagas.
Além das remunerações iniciais, consideradas bastante atrativas, outro estímulo para os interessados participarem da seleção é que a contratação ocorrerá pelo regime estatutário, que garante a estabilidade no emprego.
MPU prepara novo concurso
O Ministério Público da União (MPU) já prepara novo concurso de técnico e analista, que será realizado no segundo semestre, desta vez para especialidades diferentes das oferecidas na seleção em andamento - cujas provas foram aplicadas no mês passado. O MPU ainda trata os detalhes da seleção com cautela, mas a Assessoria de Imprensa da Procuradoria Geral da República (PGR) confirmou a nova seleção com base na Portaria nº 302, divulgada em 24 de maio. Nela existem determinações sobre as atribuições e requisitos de investidura nas carreiras. O MPU paga remuneração de R$ 5.285,16 para técnico e de R$ 8.216,55 para analista.
Para determinar o número de vagas, bem como as localidades a serem atendidas nessa nova seleção, a assessoria explicou que está ocorrendo uma remoção interna de servidores, com prazo de finalização em julho. O cargo de técnico, dependendo da especialidade, poderá exigir nível médio ou médio/técnico. Já para a função de analista, provavelmente haverá vagas para formação superior em qualquer área e em cursos específicos. Também é possível que o próximo concurso seja organizado pelo Cespe/UnB, instituição que está, inclusive, responsável pela seleção em andamento para técnico da área administrativa e analista processual.
Os concursos para o órgão costumam ter abrangência nacional. Embora não haja definição quanto às vagas, é possível que a seleção contemple um número significativo de oportunidades, principalmente diante da reconhecida escassez que existe na instituição e nos seus demais ramos: Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Militar (MPM) e Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). Além disso, tradicionalmente, a convocação de servidores excede a quantidade estipulada nos editais, dentro do prazo de validade dos concursos.
A última grande seleção para diversos cargos do MPU foi realizada em 2010. Na ocasião, houve vagas para técnicos de Controle Interno, Edificações, Orçamento, Segurança, Transporte, Informática e Saúde (Odontologia e Enfermagem). Para os analistas, as oportunidades contemplaram as áreas Administrativa, de Antropologia, Arqueologia, Arquitetura, Arquivologia, Atuarial, Biblioteconomia, Biologia, Comunicação Social, Contabilidade, Controle Interno, Economia, Estatística, Geografia, Geologia, Informática (Banco de Dados, Desenvolvimento de Sistemas e Suporte Técnico), Medicina (incluindo Medicina do Trabalho), Orçamento, Saúde (diversas especialidades), além de Engenharia Agronômica, Ambiental, Civil, de Segurança do Trabalho, Elétrica, Florestal, Mecânica, Química e Sanitária.
Veja as prováveis especialidades do concurso
Analistas
Apoio Técnico Administrativo (Arquivologia, Atuarial, Biblioteconomia, Comunicação Social, Estatística)
Apoio Técnico Especializado (Finanças e Controle, Gestão Pública, Planejamento e Orçamento)
Medicina (Cardiologia, Clínica Médica, Dermatologia, Endocrinologia, Fisiatria, Ginecologia, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Pediatria, Psiquiatria)
Perícia (Antropologia, Arqueologia, Arquitetura, Biologia, Contabilidade, Economia, Engenharia Agronômica, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Minas, Engenharia de Segurança do Trabalho, Engenharia Elétrica, Engenharia Florestal, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Engenharia Sanitária, Geografia, Geologia, Medicina do Trabalho, Oceanografia, Tecnologia da Informação e Comunicação)
Saúde (Enfermagem, Farmácia/Bioquímica, Nutrição, Odontologia, Psicologia, Serviço Social)
Tecnologia da Informação e Comunicação (Desenvolvimento de Sistemas Suporte e Infraestrutura)
Técnico
Apoio Técnico Administrativo (Controle Interno, Edificação, Orçamento, Segurança Institucional, Tecnologia da Informação e Comunicação, Transporte)
Saúde (Enfermagem, Laboratório, Saúde Bucal, Saúde)
Sousa encerra prazo sexta-feira
A Prefeitura de Sousa, localizada 434 km de João Pessoa, realiza concurso para preencher 524 vagas, distribuídas em diversos cargos, com oportunidades para todos os níveis de escolaridade. Os vencimentos variam de R$ 678 a R$3.500 e as jornadas são de 40 horas semanais, com exceção dos cargos de fisioterapeuta e agente de trânsito, de 30 horas, e médico especializado, de 20.
inscrições já estão abertas e podem ser realizadas no site da Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão da Paraíba (Funape-PB), organizadora, até a próxima sexta-feira, dia 14. Para aqueles que têm dificuldade de acesso à internet, a prefeitura montou um posto de atendimento em sua sede, localizada no Centro da cidade, que funciona de 8h a 12h e de 14h a 17h. As taxas são de R$40 para nível fundamental completo e incompleto, R$50 para médio e técnico, R$60 para o cargo de magistério e R$90 para nível superior na área da saúde. Não haverá isenção. De acordo com a organizadora do concurso, o conteúdo programático será publicado em seu site em breve, estando disponível também nos postos de inscrição.
O cartão de inscrição estará disponível online e no local de inscrição entre 24 e 28 de junho. Os candidatos serão avaliados através de uma prova objetiva, que terá número de questões e conteúdo específicos para cada cargo, conforme nível de formação exigido. O dia previsto para a aplicação da prova é 21 de julho. Os locais e horários, assim como a confirmação da data, serão divulgados na página da Funape.
Para motorista, condutor de veículos de urgência e operador de máquinas pesadas, haverá também prova prática. Já os aprovados para agente de transportes e trânsito passarão por um curso de formação que determinará a condição de apto ou inapto ao desempenho da referida função. No caso dos professores de Educação I e II, o processo incluirá avaliação de títulos para efeito de classificação.
Além destas, algumas das áreas contemplados são: assistência jurídica, engenharia civil, fiscalização de tributos, assistência administrativa, música, vigilância, entre outras. O resultado final deve sair até o dia 28 de agosto. A validade do certame é de dois anos, podendo ser prorrogada por igual período.
UFRPE fará seleção com 70 vagas de técnico-administrativo
A Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) divulgou o edital do concurso que vai preencher 70 vagas na área técnico administrativa. Há oportunidades para todos os níveis de escolaridade. As remunerações são pagas de acordo com a classificação do cargos: R$1.547,23 para C, nível fundamental; R$1.912,99 para D, nível médio ou médio/técnico; e R$3.138,70 para E, superior.
Os aprovados deverão cumprir carga de trabalho equivalente a 40 horas semanais, exceto aqueles que exercerem a função de médico/área e veterinário cuja a jornada é de 20 horas. A lotação poderá ser escolhida no ato da inscrição. As opções para os campi Dois Irmãos (Recife), Cabo de Santo Agostinho, Garanhus e Serra Talhada. A validade da seleção é de um ano, podendo dobrar.
As inscrições poderão ser realizadas no período de 5 a 26 de junho no site da Superintendência de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas. O valor da taxa é de R$40 para cargos de nível C e D e R$70 para as funções de classificação E. O pagamento poderá ser efetuado no Banco do Brasil até as 16hrs do dia 27 de junho.
A isenção da taxa será concedida aos candidatos que comprovarem pertencer a família de baixa renda inscrita no Cadastro Único do Programa Social do Governo Federal (CadÚnico). O pedido deve ser feito dentro até o dia 13 de junho. A resposta dos requerimentos estarão disponíveis em 18 de junho.
Os concorrentes serão avaliados através de prova objetiva e prova prática para as funções de auxiliar de veterinária e zootecnia, Tradutor e Intérprete de Linguagem de Sinal, veterinário nas especialidades de Anestesiologista, Clínica Cirúrgica, Clínica de Grandes Animais e Diagnóstico por Imagem.
O exame objetivo será aplicado no dia 4 de agosto em locais e horários a definir. O teste terá 40 questões para os níveis fundamental e médio ou médio/técnico e 50 para o superior, abordando as disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Noções de Informática, Legislação Aplicada ao Servidor Público e Conhecimentos Específicos, de acordo com o cargo disputado.
Já a prova prática será realizada entre os dias 22 e 25 de agosto. A listagem dos convocados para esta fase será publicada em 19 de agosto. Aqueles que obterem nota igual ou superior a 60 e que se enquadrarem dentro do quantitativo previsto para cada função serão chamados para esta etapa. O resultado final está previsto para 30 de agosto.
Saiba sobre todos os concursos na edição deste domingo do seu Jornal Correio da Paraíba. 

PRIMO DE PREFEITO CONCORDA QUE HÁ PRÁTICA DE NEPOTISMO EM SOUSA E DEFENDE DENÚNCIA AO MP


  • :
 O deputado estadual Lindolfo Pires (Democratas) afirmou apoiar a decisão dos vereadores de oposição do município de Sousa, em denunciar o prefeito André Gadelha (PMDB) pela prática de nepotismo na cidade. A intenção dos parlamentares é coibir uma série de contratações de pessoas que têm vínculos familiares com Gadelha.

Lindolfo, que é primo do atual gestor e disputou a prefeitura de Sousa na última eleição, ressaltou que também devem ser feitas denúncias contra ações que não têm sido cumpridas pelo prefeito durante os cinco meses de gestão.

"Os vereadores foram eleitos para legislar e é direito deles, pois dentro dessa legislação está inerente exatamente esta denúncia desse nepotismo desenfreado que os vereadores estão colocando. Verificando a lista vemos que há ampla e total razão aos vereadores, não só nessa questão mais também referente a outras ações que deixaram de ser feitas no município de Sousa, ao longo dessa gestão de apenas cinco meses que já mostra que a cidade está vivendo um verdadeiro caos", destacou o parlamentar.

Confira alguns dos nomes já identificados no levantamento realizado junto ao SAGRES do Tribunal de Contas da Paraíba:

SECRETARIO MUNICIPAL DA INFRAESTRUTURA

ANANIAS VIEIRA DE ALMEIDA

(CASADO COM ELISABETE E CUNHADO DE JOSÉ AUGUSTO E MARCELO)

GERENTE CLÍNICO DO SAMU 192

JOSÉ AUGUSTO BRAGA ROLIM

(IRMÃO DE ELISABETE E MARCELO E CUNHADO DE ANANIAS)

AGENTE ADMINISTRATIVO

MARCELO BRAGA ROLIM

(IRMÃO DE ELISABETE E JOSÉ AUGUSTO E CUNHADO DE ANANIAS)

COORDENADOR ADMINISTRATIVO DA POLICLÍNICA

ELISABETE BRAGA ROLIM VIEIRA

(CASADA COM ANANIAS, IRMÃ DE JOSÉ AUGUSTO E MARCELO)

SECRETARIO MUNICIPAL DA AÇÃO SOCIAL

MARIA GONÇALVES GADELHA

(TIA DE EVA E FELIPE E SOGRA DE ESTENIO)

GERENTE ADMINISTRATIVO DO CEO

FELIPE GONÇALVES VIEIRA

(SOBRINHO DE MARIA E PRIMO DE EVA)

ODONTÓLOGO

ESTENIO FERREIRA DE SÁ

(CUNHADO DE MARIA)

DIRETOR DE ACOMPANHAMENTO PROCESSUAL

EVA PIRES GONÇALVES

(SOBRINHA DE MARIA E PRIMA DE FELIPE)

COORDENADORA DE CONTROLE, AVALIACAO E AUDITORIA

ALBANY FERREIRA GADELHA

(CASADA COM RONALDO ESTRELA E MÃE DE LAURA BEATRIZ)

GERENTE DE AUTORIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS

RONALDO ESTRELA DOS SANTOS

(CASADO COM ALBANY FERREIRA GADELHA)

ENFERMEIRA

LAURA BEATRIZ FERREIRA GADELHA

(FILHA DE ALBANY FERREIRA E ENTEADA DE RONALDO ESTRELA)

ASSESSOR EXECUTIVO

CLOTÁRIO GADELHA SEGUNDO NETO

(IRMÃO DE CLOTÁRIO, CUNHADO DE MAGDA E SOBRINHO DE MÁRCIA)

DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO (DAESA)

ALESSADRO DE SÁ GADELHA

(IRMÃO DE CLOTÁRIO, CUNHADO DE MAGDA E SOBRINHO DE MÁRCIA)

DIRETOR ADMINISTRATIVO FINANCEIRO (SAÚDE)

MAGDA GLENE LOPES DE ASSIS GADELHA

(CUNHADA DE ALESSANDRO E CLOTÁRIO)

ASSESSOR JURÍDICO DO STTRANS

MÁRCIA QUEIROGA GADELHA DOS SANTOS

(TIA DE ALESSANDRO E CLOTÁRIO)

ADVOGADA

SÍLVIA QUEIROGA NÓBREGA

(IRMÃ DE ISIS QUEIROGA NÓBREGA)

DIRETOR DE LICITAÇÃO

ISIS QUEIROGA NÓBREGA

(IRMÃ DE SÍLVIA QUEIROGA)

NUTRICIONISTA

NATÁLIA ABRANTES BARBOSA DE OLIVEIRA

(IRMÃR GÊMEA DE NUBELIA)

NUTRICIONISTA

NÚBELIA ABRANTES BARBOSA DE OLIVEIRA

(IRMÃ GÊMEA DE NATÁLIA)

SECRETÁRIO EXECUTIVO DO PREFEITO

MARCOS DOS SANTOS VIEIRA

(IRMÃO DE LEONEL E LEONARDO)

FISCAL DO PROCON

LEONEL DOS SANTOS VIEIRA

(IRMÃO DE MARCOS E LEONARDO)

ODONTÓLOGO

LEONARDO DOS SANTOS VIEIRA

(IRMÃO DE LEONEL E MARCOS)

DIRETOR PRESIDENTE DA AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE SOUSA

MARIA VIDENIZE BATISTA DINIZ

(CUNHADA DE CLAUDIANO E MÃE DE FLÁVIA)

DIRETOR ADMINISTRATIVO - AG. SOUSA

FLÁVIA DANIELLE BATISTA DINIZ

(FILHA DE VIDENIZE E SOBRINHA DE CLAUDIANO)

GERENTE DE AGRICULTURA, ABASTECIMENTO E RECURSOS

CLAUDIANO LOPES DINIZ

(CUNHADO DE VIDENIZE E TIO DE FLÁVIA)

ENFERMEIRO

JAINARA QUEIROGA HONÓRIO

(IRMÃ DE JUSSARA)

DIRETOR DE VIGILÂNCIA A SAUDE

JUSSARA QUEIROGA HONÓRIO

(IRMÃ DE JAINARA)

DIRETOR DE PROJETOS E FISCALIZAÇAO

JOSÉ URSULINO BRAGA DE CARVALHO

(PAI DE BRUNO GONÇALVES)

CHEFE DE DIVISÃO COMERCIAL

BRUNO GONÇALVES BRAGA

(FILHO DE JOSÉ URSULINO)

MÉDICO

JAMIL ESTRELA BATISTA

(CASADO COM LILIAN SORAIA)

MÉDICA

LILIAN SORAIA PEREIRA MENDES

(CASADA COM JAMIL)

COORDENADOR EXECUTIVO DO PROCON

HÉLCIO STALIN GOMES RIBEIRO

(IRMÃO DE HERTA, MARIDO DE THATIANE E CUNHADO DE JERISMAR)

DIRETOR DE PROJETOS SOCIAIS

HERTA SONIA GOMES RIBEIRO GONÇALVES

(IRMÃ DE HÉLCIO, CUNHADA DE THATIANE E CASADA COM JARISMAR)

SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE

JARISMA GONÇALVES MELO II

(CASADO COM HERTA, CUNHADO DE HÉLCIO E CONCUNHADO DE THATIANE)

COORDENADOR ADMINISTRATIVO DA OTOCLÍNICA

THATIANE LOPES PEDROZA

(CASADA COM HÉLCIO, CUNHADA DE HERTA E CONCUNHADA DE JARISMAR)

MÉDICO

FRANCISCO QUEIROGA GADELHA

(PAI DE FRANCISCO Q G JUNIOR)

MÉDICO

FRANCISCO QUEIROGA GADELHA JÚNIOR

(FILHO DE FRANCISCO Q GADELHA)

MÉDICO

ANTÕNIO RICELIO DE OLIVEIRA

(PAI DE PATRÍCIA GABRIELLA)

ODONTÓLOGA

PATRICIA GABRIELLA NÓBREGA OLIVEIRA

(FILHA DE ANTONIO RICELIO)

Para a Súmula Vinculante 13 - A NOMEAÇÃO DE CÔNJUGE, COMPANHEIRO OU PARENTE EM LINHA RETA, COLATERAL OU POR AFINIDADE, ATÉ O TERCEIRO GRAU, INCLUSIVE, DA AUTORIDADE NOMEANTE OU DE SERVIDOR DA MESMA PESSOA JURÍDICA INVESTIDO EM CARGO DE DIREÇÃO, CHEFIA OU ASSESSORAMENTO, PARA O EXERCÍCIO DE CARGO EM COMISSÃO OU DE CONFIANÇA OU, AINDA, DE FUNÇÃO GRATIFICADA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DIRETA E INDIRETA EM QUALQUER DOS PODERES DA UNIÃO, DOS ESTADOS, DO DISTRITO FEDERAL E DOS MUNICÍPIOS, COMPREENDIDO O AJUSTE MEDIANTE DESIGNAÇÕES RECÍPROCAS, VIOLA A CONSTITUIÇÃO FEDERAL.


FONTE: REDAÇÃO

VISITANTES

busca no blog