Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Prefeito surpreende e na solenidade dos 100 dias anuncia demissão de todos os secretários e comissionados

A decisão foi em base a diminuição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) que seria R$ 360 mil e só foi depositado apenas R$ 45 mil
 Por Redação
Expresso PB
Sávio Domingos - Princesa Isabel
Sávio Domingos - Princesa Isabel
O prefeito de Princesa Isabel, Domingos Sávio (PSDB), decidiu nesta quarta-feira (10), ao completar os 100 dias de gestão, demitir todos os secretários e servidores comissionados. Foram demitidas 70 pessoas. A decisão foi com base na diminuição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que seria de R$ 360 mil mensais e só registrou, no último repasse, R$ 45 mil.
O município de Princesa Isabel está localizado no Sertão da Paraíba (a 430 quilômetros de João Pessoa). Com 21.283 habitantes e com o PIB de 75.960, 211, segundo o IBGE. Um secretário do município de Princesa Isabel ganha em torno de R$ 11 mil.  O salário do prefeito é de R$ 12 mil.
A decisão foi anunciada pelo próprio prefeito durante a solenidade que marcava os 100 dias de sua administração, na Câmara de Vereadores de Princesa Isabel. O anúncio pegou inclusive os aliados de surpresa. A principal alegação do prefeito foi que terá que priorizar obras e ações do município e que, com a drática redução do FPM, não tem como pagar agora os salários dos secretários e dos comissionados. 

Segundo o prefeito, com relação aos secretários a pretensão é ir recontratando aos poucos, porque a prefeitura não pode ficar sem eles, em especial os de Saúde, Administração e Ação Social.
Ele criticou as medidas do governo que contribuíram para diminuir o FPM dos municípios. “O FPM está fazendo um massacre em várias prefeituras pequenas e fica quase impossível dar continuidade aos projetos”, disse Domingos Sávio.
Domingunhos aproveitou a sessão na Câmara Municipal para explicar a medida..  
Domingos Sávio Maximiano Roberto era presidente da Câmara de Vereadores e assumiu o cargo de prefeito em março do ano passado, após decisão do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba que cassou o mandato do então prefeito Thiago Pereira, por o abuso de poder político e econômico nas eleições de 2008. Dominguinhos foi eleito para o primeiro mandato em eleições complementares, concoreu à reeleição de prefeito e ganhou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES

busca no blog