Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Frei Anastácio denuncia tentativa de despejo com documento ilegal



 Frei Anastácio denuncia tentativa de despejo com documento ilegal
O deputado estadual Frei Anastácio denunciou, na Assembleia Legislativa, que está enviando ofícios ao Comando Geral da Polícia Militar, à Ouvidoria da Polícia e à Secretaria de Segurança Pública, solicitando que seja apurada uma tentativa de despejo de 40 famílias do acampamento, Capim de Cheiro, em Caaporã, através de um mandado judicial com data do ano passado. A ação tinha cerca de dez policiais militares e alguns funcionários da usina Maravilha.


“Os policiais chegaram ao acampamento com máquinas para destruir as plantações dos trabalhadores e só não executaram a ação porque membros da Comissão Pastoral da Terra (CPT) que estavam no local, pediram para ver a ordem de despejo. Foi observado que se tratava de uma ordem judicial antiga, usada para outra ação em agosto do ano passado. Depois dessa constatação, tanto os policiais quanto os funcionários da usina recuaram”, disse Frei Anastácio.


O parlamentar disse que isso é um fato grave que merece ser apurado. “Além de tentarem ludibriar os trabalhadores, os policiais agiram de má fé ao usaram a assinatura de um magistrado destinada à outra ação, que provavelmente já teria sido cumprida, já que a data é de agosto de 2012. Além disso, não é admissível nempensar na destruição de lavouras de feijão, batata, inhame, macaxeira e outras culturas diante de uma seca como a que vivemos”, disse o deputado.


O deputado argumentou que, tem certeza, de que isso não tem apoio do Comando Geral da briosa Polícia Militar. “Por isso, estou enviando estes ofícios pedindo que as providências sejam tomadas para que todos osfatos sejam apurados”, afirmou.



Pedido de perfuração de poços


Frei Anastácio também está enviando ofício ao Governador do estado e a CDRM, solicitando informações sobre a demora em atender ao pedido da prefeitura de Alaga Grande, em relação à perfuração de poços na cidade, para ajudar no abastecimento de água da cidade.


“Desde o mês de fevereiro que o prefeito enviou um pedido de perfuração de poços e até agora não obteve nenhuma informação sobre o assunto. A população está sofrendo com a falta de água, enquanto a CDRM fica em silencio. Queremos uma posição do governo sobre isso”, afirmou.




Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES

busca no blog