Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

domingo, 7 de abril de 2013

Em menos de 10 horas, sete menores são detidos por tráfico, assalto e embriaguez ao volante


Para a delegada Joana Darc, plantonista que atendeu as ocorrências, é preocupante a inserção das crianças e adolescente na marginalidade

do Portal Correio

A Delegacia de Infância e Juventude de João Pessoa registrou, em menos de 10 horas, a apreensão de sete menores de idade. Os infratores foram pegos em flagrante traficando drogas, assaltante mercadinho, furtando loja e causando acidente após ingestão de bebida alcoólica. 
Na madrugada deste domingo (7), um adolescente de 17 anos assaltou a um mercadinho no bairro de Mangabeira. Ele invadiu o local e armado rendeu funcionários do estabelecimento. O menor foi detido em flagrante e será apresentado à justiça.
Na noite deste sábado (06), um adolescente de 17 anos foi flagrado embriagado, após dirigir o carro do irmão e colidir em três veículos na Avenida Epitácio Pessoa. O menor é natural da Colômbia e reside na cidade há dois anos com a família. Mesmo desacatando as autoridades policiais, o infrator foi liberado após chegada dos responsáveis. 
Três adolescentes, com apenas 14 anos de idade, foram detidos em flagrante comercializando crack por volta das 22h, no bairro de Mandacaru. Além da droga eles também portavam dinheiro fruto do tráfico.
Por volta das 16h deste sábado (06), duas garotas foram apreendidas dentro das Lojas Americanas, no Mag Shopping, furtando produtos de higiene e limpeza. Após abordagem ficou comprovado que a dupla estava escondendo vários produtos que causariam danos de até R$ 600 ao lojista. 
Para a delegada Joana Darc, plantonista que atendeu as ocorrências, é preocupante a inserção das crianças e adolescente na marginalidade e infelizmente, o número de ocorrências vem aumentando.
Ainda segundo a autoridade policial, parte da responsabilidade das atitudes cometidas pelos menores infratores é motivada pelo “desinteresse” dos pais no dia-a-dia de seus filhos. “A omissão dos pais é um grande problema. Em diversos casos, eles só vem tomar conhecimento do que os filhos fazem  quando chegam na delegacia”. A delegada faz um alerta:
“Vai ficar insustentável a situação, caso os familiares não consigam controlar seus filhos em suas próprias residências. Os infratores menores sabem que quando chegam na Delegacia, papai e mamã vem buscar e não sofrem represália nenhuma por parte da família. Eles tem certeza da impunidade, por isso, se aproveitam da omissão dos pais para cometer os delitos”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES

busca no blog