Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Cassação do prefeito de Maturéia é negada pela Justiça

Prefeito Daniel Dantas Wanderley (PMDB) era acusado de abuso de poder político e econômico.
Por Redação
DivulgaçãoDaniel Dantas
Daniel Dantas
A cassação do prefeito de Maturéia, Daniel Dantas Wanderley (PMDB) e do vice, Aprígio Firmino Filho, foi julgada improcedente pelo juiz Michel Rodrigues de Amorim, da 30ª Zona Eleitoral e a sentença foi publicada nesta quarta-feira (10) no Diário Eletrônico do Tribunal Regional Eleitoral.
A ação movida por José Valdemir Alves Ferreira apontava os gestores como responsáveis por abuso de poder e econômico ao contratar pessoas sem concurso público para conseguir votos.
O juiz Michel Rodrigues analisou o caso e revelou que as provas apresentadas não foram suficientes para constatar contratações com fins eleitoreiros, porque há uma relação bastante detalhada de todos os funcionários contratados em 2011 e 2012 , com dados como remuneração, motivo de contratação, data da admissão, cargo e existência de faltas. Segundo o juiz, não há como comprovar que há irregularidades.
O Ministério Público Eleitoral também deu parecer e informa que a contratação de servidores no ano de eleição sem concursos públicos não significa de forma definitiva que o gestor agiu assim para ganhar votos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES

busca no blog