Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

quarta-feira, 6 de março de 2013

Acusado de estupro é assassinado dentro de presídio por pai de uma de suas vítimas

Germano de Assis estava preso desde a última sexta-feira, quando foi reconhecido por cerca de 10 mulheres que teriam sido estupradas por ele, que ficou conhecido como 'Tarado das Malvinas'

do Portal Correio Por Hyldo Pereira
Divulgação Acusado de estupro foi assassinado nesta quarta
Acusado de estupro foi assassinado nesta quarta
O detento Germano de Assis Silva, 27 anos, conhecido como ‘Tarado das Malvinas’, foi assassinado no início da tarde desta quarta-feira (6), dentro de uma das celas do Presídio Regional do Serrotão, em Campina Grande. Ele era acusado de assaltos e estupros.
De acordo com as primeiras informações repassadas pelo tenente coronel Souza Neto, comandante do 2º BPM, o autor do homicídio é o pai de uma de suas vítimas, que também estava preso. Ainda não foi divulgado o nome do acusado.
Germano de Assis estava no isolamento, mas na última segunda-feira (4) havia sido transferido para o convívio. A vítima estava recolhida na unidade prisional desde a última sexta-feira (1), quando foi preso em flagrante durante o assalto a uma residência, no bairro de Bodocongó em Campina Grande.
Ao ser preso, o acusado foi reconhecido por cerca de 10 mulheres que teriam sido estupradas pelo homem, que ficou conhecido como ‘Tarado das Malvinas’.
O tenente coronel informou que, durante a prisão, Germano de Assis foi espancado pela população que se revoltou ao saber que o assaltante era o homem responsável por uma série de estupros na zona oeste da cidade.
À época, Souza Neto revelou que, para conter a revolta popular, foi necessário o uso de gás lacrimogêneo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES

busca no blog