Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Dois paraibanos escapam da tragédia em Santa Maria (RS); veja relatos

231 jovens morreram duante o incêndio na boate Kiss, ocorrido na madrugada deste domingo (27), em Santa Maria ( RS). “Estava cansado e desisti da ir à festa", diz Cleber Brasil

Por Priscila Andrade DO PORTAL CORREIO
Dois paraibanos poderiam ter feito parte das 231 vítimas do incêndio na boate Kiss, ocorrido na madrugada deste domingo (27), em Santa Maria, no Rio Grande do Sul.
Bruno Medeiros foi um dos paraibanos que escaparam do incêndio. De acordo com familiares ele conseguiu escapar porque já estava de saída. Ele ainda inalou um pouco de fumaça e foi hospitalizado no Rio Grande do Sul, mas já está em casa. 
Os familiares informaram que ele agradeceu o carinho e disse que no momento está inativo no Facebook, pois precisa de um pouco de sossego.  Já o paraibano João Cleber Lima Soares, 34 anos, afirmou que sua vida, segundo ele, foi salva por estar cansado e morar um pouco longe da cidade. “Não fui porque moro no município de Silveira Martins (cidade vizinha distante 31,5 km de Santa Maria) e estava muito cansado”, disse ao Portal Correio.
Paraibano escapa da morte por estar cansadoFoto: Paraibano Cleber Soares que escapou da morte
Créditos: Facebook
Cleber Soares é natural de Cajazeiras e trabalha como assistente em Administração da Unidade Descentralizada de Ensino Superior de Silveira Martins (UDESSM) e informou que neste evento estavam reunidos mais de 100 alunos só dessa instituição.
Cleber BrasilFoto: Oséias (motorista), rodrigo (administrador), Cleber (de camisa preta)
Créditos: Facebook
Os estudantes participaram da festa na boate Kiss com o objetivo de arrecadar fundos para a formatura. No Campus que o paraibano trabalha morreram três jovens e um ainda se encontra na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave. Todos eles eram do curso Superior de Tecnologia em Agronegócio.   
Paraibano escapa da morte por estar cansadoFoto: A Universidade que Cleber Soares trabalha decretou luto
Créditos: Facebook
“Muito triste com tudo o que aconteceu, conhecia muitos alunos, porque fui secretário de cursos (registro escolar) da instituição”, lamentou Cleber.
Paraibano escapa da morte por estar cansadoFoto: Ingresso do evento
Créditos: Facebook
Embora ausente da Paraíba há 2 anos e um mês, ele deixou os pais e mais três irmãs em João Pessoa e aceitou um convite para trabalhar no Rio Grande do Sul. A maioria dos familiares da Paraíba trabalha na Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES

busca no blog