Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

domingo, 23 de dezembro de 2012

MaisPB revela a “zebrinha” que pode revirar eleições 2014 contra RC e Vené

“Terceira via” pode contar com apoios de peso como Ricardo Marcelo, Luciano Agra e o PT


Quem acredita que o cenário de polarização que marcou as últimas eleições na Paraíba se repetirá... pode estar enganado. Uma mulher está disposta a mexer nas estratégias dos dois principais pré-candidatos, quebrando uma repetente e histórica bipolarização na política paraibana.

Fato semelhante ocorreu nas eleições municipais em Campina Grande, quando ela estabeleceu um terceiro agrupamento político na rainha da Borborema.

Carismática, bonita e dotada de um discurso fácil de ser compreendido pelas camadas menos favorecidas da população, seu principal reduto eleitoral, a deputada estadual Daniella Ribeiro pode ocupar o papel de atriz principal numa disputa contra Ricardo Coutinho e Veneziano Vital do Rêgo à sucessão estadual em 2014. "Empatia" com as classes menos favorecidas é uma característica marcante da deputada, também conhecida pelo temperamento forte. Outro traço de sua personalidade é o "desassombro" com que encara os adversários, a deputada costuma falar o que pensa, sem demonstrar preocupação com a repercussão de suas palavras.



Isolada politicamente em 2012, devido ao revés jurídico da aliança com o PT, Daniella ainda conseguiu alcançar 17% dos votos de Campina Grande, enfrentando os tradicionais grupos Cunha Lima e Vital do Rêgo, que há 30 anos governam a cidade.

Não é novidade para ninguém que o grupo Ribeiro, representado pelo patriarca Enivaldo, pelo ministro Aguinaldo e pela deputada trabalha com perspectivas "majoritárias" na eleição estadual. Seus aliados pregam que a disputa majoritária de 2014 pode ficar mais bela, com Daniella. Ostentando uma rejeição próxima de zero em todo o estado, ela deve aproveitar o ano de 2013 para percorrer todo os quadrantes da Paraíba e plantar a semente da “terceira via”, em paralelo ao outro pré-candidato da oposição e também conterrâneo, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), que atualmente representa a "segunda via".

Diante desta possibilidade, a cadeira hoje ocupada por Daniella Ribeiro na Assembléia Legislativa seria pleiteada em 2014 pelo ex-deputado federal Enivaldo Ribeiro (PP).


APOIOS DE PESO

Caso o ministro da Cidades, Aguinaldo Ribeiro (PP), favorito na bolsa de apostas para o Senado, concorra a reeleição para a Câmara Federal e decida abrir mão da postulação ao Senado, em nome da amizade com o presidente da Assembléia Legislativa, Ricardo Marcelo (PEN), que seria candidato a senador na chapa encabeçada por Daniella. O atual comandante do Legislativo Estadual fortaleceria a chapa da "pepista" no interior do estado, agregando a grande densidade eleitoral da bancada do Partido Ecológico Nacional.



Daniella Ribeiro ainda capitaliza para si a legitimidade de ser adversária tanto de Ricardo Coutinho (PSB) no plano estadual, quanto de Veneziano Vital (PMDB) no plano municipal, por ter feito oposição combativa a ambos na Assembléia Legislativa da Paraíba e na Câmara Municipal de Campina Grande.

O acordo para o nascedouro da candidatura de Daniella ainda poderá trazer o Partido dos Trabalhadores, haja vista que o PT mantém grandes laços com o PP e o recém-criado PEN.   

O indicado para vice na chapa seria o “futuro petista” Luciano Agra, que governou João Pessoa por dois anos e meio, podendo facilitar a inserção de Daniella na capital. A deputada ainda contaria com o apoio incondicional do prefeito petista Luciano Cartaxo, fiel aliado do grupo Ribeiro em 2010.




AMIZADE DE LULA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, considerado por muitos como a maior liderança política da história do Brasil, rasgou elogios e pediu votos para a candidata do PP no 1° turno das eleições em Campina Grande, mesmo com a manutenção da candidatura própria do PT na rainha da Borborema, o que colocou em litígio a aparição do ex-presidente no guia eleitoral de Daniella.

 

RELAÇÕES COM O PLANALTO

Durante as eleições de 2012, Daniella Ribeiro teve a oportunidade de estreitar suas relações pessoais com a presidente da república Dilma Rousseff, no governo da qual seu irmão ocupa o Ministério das Cidades, pasta com o terceiro maior orçamento do país.




PORTFÓLIO

Daniella Velloso Borges Ribeiro nasceu em Campina Grande, de família tradicionalmente política, é filha do ex-prefeito e ex-deputado federal Enivaldo Ribeiro (PP) e da atual prefeita de Pilar, Virgínia Velloso Borges.

Ao longo de sua vida, Daniella acompanhou o seu pai, o deputado federal Enivaldo Ribeiro, sua mãe a prefeita de Pilar, Virgínia Velloso e seu irmão e atual ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, em suas trajetórias, participando ativamente de suas campanhas eleitorais.

Evangélica membro da Primeira Igreja Batista, Daniella é mãe de três filhos: Lucas, Marcella e Gabriel.

Formada em Pedagogia, pela Universidade Federal da Paraíba, foi professora universitária em Campina Grande. Fez pós-graduação em Relações Internacionais na Universidade de Brasília – UNB.

Ocupou a Secretaria Estadual de Cultura no governo Cássio Cunha Lima. É atual presidente do PP em Campina Grande. Em 2004, foi candidata à vice-prefeita na chapa do deputado Rômulo Gouveia, obtendo 101.109 votos.

Em 2008, se elegeu vereadora em Campina Grande obtendo a segunda maior votação com 6.838 votos.

Em 2010, era o nome mais cotado para ocupar a vice na chapa de Ricardo Coutinho, mas foi substituída pelo então deputado federal Rômulo Gouveia no dia da convenção, o que provocou o rompimento político do grupo Ribeiro com o atual governador da Paraíba. Daniella concorreu a uma cadeira na Assembléia Legislativa e foi eleita com 29.863 votos.

Em 2012, candidatou-se a prefeitura de Campina Grande e obteve 36.501 votos.



Ytalo Kubitschek

MaisPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES

busca no blog