Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Prejuízo com demolição da pista do Aeroclube é calculado em R$ 2 mi

Marcus Antonios/Ocarcara.com
Prefeitura coloucou tratores para destruir a pistaPrefeitura coloucou tratores para destruir a pista




Inaê Teles
O prejuízo que a prefeitura de João Pessoa teria causado em sete horas que ficou com a posse do Aeroclube, na noite desta terça-feira (22), teria sido de R$ 2 milhões. O cálculo é referente apenas à área da pista destruída, segundo informou o advogado do aeroclube, Eduardo Costa. Cerca de 40 aeronaves estão presas no local, já que não se pode fazer nem pouso e nem decolagem.
"A prefeitura não notificou os proprietários para que as aeronaves fossem retiradas.  Com a pista destruída, não tem como elas decolarem. Só se forem desmontadas", disse o advogado. "Nós temos uma aeronave aqui que custa R$ 10 milhões, o custo para desmontá-la será altíssimo", lamentou. Aeronaves que realizam o transporte de medicamentos e até UTI aéreas estão presas no local.
No aeroclube também funciona um posto de abastecimento, que segundo o advogado, é o único da Paraíba que atende às aeronaves. “Por dia, abastecemos cerca de 20 aviões. Agora eles terão que seguir para Pernambuco ou Rio Grande do Norte. É um prejuízo incalculável”, disse.
O presidente do Aeroclube, Rômulo Carvalho, está em Brasília com um pedido de audiência com o ministro da Defesa, Nelson Jobim. Ele deve requerer uma intervenção, já que o local é de interesse da União. Eduardo Costa informou ainda que os profissionais do Grupamento de Engenharia na Paraíba devem ser solicitados para realizar a reconstrução da pista.
Mesmo com os danos, algumas atividades já estão funcionando como o aeromodelismo e aviação civil.
Por fim, o advogado definiu a atitude da prefeitura da Capital como um ato ditatorial. “Foi uma ação totalmente arbitrária, precipitada e sem cautela. Parecia a ditadura militar. A prefeitura de João Pessoa poderia ter entrado a posse e aguardado, sem precisar destruir”, explicou.
Nesta terça-feira (22) o juiz João Batista, da 7ª Vara da Fazenda Pública, concedeu uma liminar autorizando a Prefeitura de João Pessoa a tomar posse da área onde hoje é situado o Aeroclube da Paraíba. Horas depois da decisão, o presidente do Tribunal de Justiça do Estado, Abraham Lincoln, cassou a liminar de desapropriação e determinou que a posse retornasse para a diretoria do Aeroclube.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES