Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Tem gente "dormindo no ponto" e estádio O Amigão pode ser interditado!

Equipe Agora Esportes

Campina Grande, PB - Não bastasse o caos estrutural do Estádio Ernani Sátiro, O Amigão, outro problema pode vir à tona nos próximos dias, isto, claro, se as forças políticas não entrarem em campo. O Colosso da Borborema que serve de palco para os “Maiorais” Campinense e Treze sediarem seus jogos nas Séries C e D do Campeonato Brasileiro, respectivamente, poderá ser interditado.
Que há problemas físicos no Amigão, isso ninguém duvida, mas os dois maiores clubes da Paraíba poderão ficar sem o estádio. O primeiro prazo dado pelo Ministério Público para a apresentação dos laudos se expirou na última sexta-feira (21).
Porém, uma liminar emitida pelo MP de Campina Grande na quinta-feira, dia 20 de agosto prorrogou o prazo para mais 20 dias. No entanto, há uma ressalva: o Governo Estadual que gerencia o estádio terá que providenciar o laudo emitido pelo CREA – Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia da Paraíba e pelos órgãos de fiscalização.
A preocupação dos clubes é evidente, uma vez que, o prazo está se esgotando. Caso isso não se efetive, Treze e Campinense terão que “mandar” seus jogos em outro estado.
O Ministério Público entende que a responsabilidade de apresentação desses laudos é da Federação Paraibana de Futebol. O promotor Eulâmpio Duarte garantiu, em entrevista à TV Itararé, que um ofício seria enviado à FPF cobrando da entidade que os atestados sejam enviados até dez dias antes das competições oficiais.
Na manhã desta quarta-feira (25), às 11h53, a redação do Agora Esportes, entrou  em contato por telefone com o gerente de Estádio amigão, Custódio Tadeu (Totó) e, ele garantiu que estava em João Pessoa, com o laudo em mãos e que inclusive já havia passado uma cópia para a Secretaria de esporte e Lazer e outra as mãos do Sr. Jader Ribeiro Diretor Jurídico da FPF e, nesta quinta-feira (26) estaria falando com o Secretário Cristiano Zenaide.
“Totó” também afirmou, que a demora havia sido por conta da complexidade do laudo, dos anos anteriores tinham apenas cinco páginas e este por sua vez contém 60 páginas com 160 fotos e, demorou 30 dias para ser elaborado, pois, teve que passar por uma equipe de cinco engenheiros (Arquiteto, Hidráulico, Elétrico, Civil e Agrônomo) no comando geral do Dr. Geraldo Magela.
Em contra-ponto, às 13h27, conversamos também com o Sr. Jader que afirmou não ter recebido os laudos nem do Amigão e nem do Almeidão.
OBS: Em nome da qualidade da informação e do respeito aos internautas do Agora Esportes, nesta quinta-feira (26), faremos nova matéria sobre o assunto, com a versão do CREA e dos dirigentes de Campinense e Treze, além da FPF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES