Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Reajuste de energia na PB é de 3,93% para residências e 7,35% para indústrias

Da Redação
Com Ascom Aneel 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (24), em reunião pública de diretoria, o reajuste tarifário anual da empresa Energisa Paraíba. O efeito médio a ser percebido pelos consumidores da empresa será de 3,93% (o aumento médio para residências será de 2,54% e para indústrias e comercios de grande porte é 7,35%).
As tarifas da Energisa Paraíba entrarão em vigor no próximo sábado (28). De acordo com a Agência, os percentuais de reajuste da distribuidora refletem, entre outros fatores, a variação do IGP-M, índice previsto no contrato de concessão para mensurar a inflação no período, os custos com aquisição de energia e o aumento da Conta de Consumo de Combustíveis (CCC).
O aumento foi dividido em quatro etapas. A população de baixa renda, que faz parte da parcela que menos consome energia, teve uma diminuição na tarifa de 1,92%. As demais tarifas residenciais tiveram um reajuste positivo de 3,95%. Os estabelecimentos comerciais de grande porte tiveram aumento médio de 6,94% e as indústrias, que mais consomem, sofreram reajuste de 8,47%.
A Energisa tinha pedido um aumento que causariam um impacto médio de 5,83%, o que quer dizer que a ANEEL diminuiu esta taxa com relação às tarifas residenciais, mas aumentou com relação às tarifas comerciais (de grande porte) e indstriais.
Segundo a assessoria da Agência, eles consideraram a variação de custos que a empresa teve no decorrer do período de referência para calcular os índices. A fórmula de cálculo inclui custos gerenciáveis e custos não-gerenciáveis como energia comprada de geradoras, encargos de transmissão e encargos setoriais.
Confira detalhes do reajuste:
Empresa
Classe de Consumo
Área atendida
Baixa tensão
(abaixo de 2,3 kV)
Por ex: residências
Alta tensão
(de 2,3 a 230 kV)
Por ex: indústrias
Energisa (PB)
 
Média: 2,54%
Residencial: 3,95%
Baixa Renda: - 1,92%
(negativo)
A3 (69 kV): 8,47%
A4 (2,3 A 25 kV): 6,94%
Média = 7,35%
Atende cerca de 1 milhão unidades consumidoras em 216 municípios da Paraíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES