Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Banco do Brasil em Caaporã não atende expectativas dos clientes

Nos últimos dias de 2009 e no ínicio deste ano, o Banco do Brasil tem, de certa forma "torrado" a paciência dos clientes. Duas horas ou mais de filas para atendimento no caixa. Filas extensas nos terminais de autoatendimento. Se fossem apenas estes os problemas que temos enfrentado, mas as últimas novidades do Banco são caixas eletrônicos que não lêem cartões que têm chips, o que são a maioria hoje.

Na última segunda-feira, apenas dois terminais estavam funcionando no Banco. Um não fazia leitura de cartões com chips - era o que estava abastecido com dinheiro - o outro não emitia documentos de extratos, e nenhum outro comprovante porque a impressora estava quebrada. Os absurdos observados no Banco do Brasil em Caaporã vão além do tolerável. É inadimissível que depois de tantos anos, tantos bancos existem para que possa haver uma concorrência entre eles e o cliente possa optar pelo melhor, Caaporã tenha apenas um Banco.

Pagamos taxas e juros altíssimos, o mínimo que poderiam nos oferecer era um serviço de boa qualidade. Mas, ficar horas em fila de banco que tem apenas um terminal abastecido (mas que não cartões com chip), dois terminais desligados, e um terminal que além de não ter dinheiro não emite comprovantes das operações realizadas, é uma prova de que o Banco do Brasil não merece a cofiança do cliente. O banco que nas suas campanhas na TV diz ser o banco de Fulano de Tal, definitivamente não é o Banco dos Caaporenses, muitos menos para os caaporenses.

Da Redação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES