Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Somos culpados!

Todos os dias ouvimos o noticiário: "Deputado diz: _ Tô me lixando para opinião pública.", Deputado constrói castelo. Deputados usa empregada como laranja. Essas e outras notícias são rotineiras nos telejornais, na internet e outros meios de comunicação.

A população fica indignada, assustada com tamanhos absurdos cometidos pelos políticos e vem finalmente a tão já conhecida frase: Os políticos são todos iguais. Ora se nós é quem elegemos. Fomos nós quem os escolhemos como nossos representantes. Muitos escandalos mexem com os nossos brios e na maioria das vezes nos mostramos contrariados e lesados pela atitudes que eles tomam em nosso nome, mas, durante o evento do mensalão, vi um reportagem numa determinada emissora de TV. Durante a reportagem, a reporter entrevistou algumas pessoas que transitavam pelas ruas de São Paulo e o que ouvi foi aterrador. Perguntados se fossem eles, como agiriam? A maioria disse que agiria da mesma forma...

Os discuros políticos são muito demagogos...votamos, elegemos, não somos tratados com o devido respeito por aqueles que escolhemos como nossos representantes, mas nos sentimos impotentes e fracos, quase sem forças para lutar contra um sistema que não nos permite gozar das riquezas do país em que vivemos. O mais absurdo é que todo ano, o governo trava uma batalha contando centavos para aprovar um salário mínino que mal dá para uma pessoa se sustentar, enquanto os congressistas, prefeitos, vereadores, políticos de um modo geral, recebem uma fortuna para em subsidios e gratificações.

Somos realmente culpados.

MP 462/2009: STN divulga valores que serão repassados aos Municípios

O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, informa os gestores municipais: a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) divulgou nesta terça-feira, 19 de maio, o valor da complementação que será repassada aos Municípios brasileiros no próximo dia 25, em razão da edição da Medida Provisória 462/2009. A MP prevê a restituição dos valores a menor recebidos pelo FPM no primeiro trimestre de 2009 em comparação ao mesmo período de 2008, sem a incidência de descontos de qualquer natureza.

Para chegar ao valor da complementação, a STN calculou individualmente o montante das perdas nominais que cada Município apresentou nos três primeiros meses deste ano, o equivalente ao valor final de R$ 755 milhões. Ziulkoski explica que o valor do repasse é diferente do divulgado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) pois a entidade havia realizado os cálculos a partir da distribuição da perda total do trimestre pelo coeficiente de 2009 do FPM dos Municípios, conforme orientações do Ministério da Fazenda.

Em razão desta nova metodologia adotada pela Secretaria do Tesouro, a CNM destaca que 318 Municípios brasileiros que tiveram um aumento de coeficiente de 2008 para 2009 não receberão os recursos previstos na MP.

O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, destaca que, ebora seja creditada sem retenção de descontos de qualquer natureza, essa compensação do FPM deve integrar a base de cálculo para as aplicações mínimas em saúde e educação com base na Receita Corrente Líquida (RCL).
Fonte: CNM

VISITANTES

busca no blog