Páginas

Amigos de Caaporã

SHOPPING LUX MAGAZINE

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Manoel Júnior critica Cássio e defende oposições unidas


O deputado federal Manoel Júnior (PSB) declarou na tarde desta terça-feira (13), durante entrevista ao programa Paraíba Agora, da Rede Paraíba Sat, que a "Caravana da Cidadania" está em ação para mostrar os seis anos de "desgoverno" que representam o atual mandato do governador Cássio Cunha Lima (PSDB). Segundo ele, são inúmeras as obras inacabadas espalhadas pelo Estado.
“A oposição está visitando todo o território paraibano e catalogando as obras inacabadas, para que o senador José Maranhão (PMDB) possa agir quando assumir o Governo da Paraíba”, frisou.
Como se pode perceber, o parlamentar pessebista se apresentou convicto com a confirmação da cassação dos mandatos de Cássio Cunha Lima e do vice-governador José Lacerda Neto (DEM), apesar de dizer que não seria leviano em tentar prever uma data para que isto aconteça ou um placar sobre os votos dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral.
“O governador já está cassado. O que falta agora é apenas julgar os embargos declaratórios. Mas é difícil imaginar que um governador cassado duas vezes na Paraíba e uma vez em Brasília possa se salvar”, declarou.
Sobre as eleições de 2010, ele antecipou sua intenção em concorrer à reeleição para uma cadeira na Câmara dos Deputados e prometeu se empenhar para que as oposições se apresentassem unidas para o pleito.
Segundo ele, seria extremamente importante que uma chapa oposicionista reunisse o senador José Maranhão e o prefeito pessoense Ricardo Coutinho (PSB). “Quem prega a separação destas duas lideranças políticas é o atual governo. A separação deles só seria bom para Cássio, e para os senadores Efraim Morais (DEM) e Cícero Lucena (PSDB)”, opinou.
No que diz respeito ao prefeito de João Pessoa, por sinal, ele rebateu taxativamente qualquer boato sobre um suposto azedamento na relação entre ambos. “Nunca tive nenhum problema com Ricardo Coutinho e nunca pensei em sair do PSB, como alguns setores da imprensa chegaram a dizer”, concluiu.
O deputado federal Manoel Júnior também declarou sua solidariedade aos delegados da Polícia Civil que estão em greve. Ele classificou de “justo” os anseios e as reivindicações da categoria em greve e lamentou a postura do governador tucano em se negar a negociar com os delegados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários sobre as publicações nesse blog passarão pelo moderador e só publicaremos comentários de pessoas que estiverem devidamente identificadas e que não denigram a imagem de outrem.

VISITANTES